FETICHES E BDSM

Blog dedicado aos que estão iniciando no universo BDSM e FETICHISTA, e ainda tem muitas dúvidas a serem esclarecidas.

Primeira vez no SM-Sem Mistério? Mestre Yago Sugere que sigam para o 1º post. Clique na imagem abaixo.



Quer informação? Não encontrou no Blog?

Pergunte! Não quer aparecer?

Mande um e-mail:

Área Especial - Fetiche por Vampiros

Caros Amigos,
Havia aqui uma área dedicada a Vampirismo. Sentindo falta? Ela virou um novo blog chamado: Vampiro - A Eternidade da Solidão.
O endereço é http://asasdevampiro.blogspot.com/ - onde estamos postando novas trilhas sonoras, filmes, livros e artigos. Sem contar o material que já havia aqui: Filmes Clássicos sobre Vampirismo, Recentes (como o maravilhoso "Deixe Ela Entrar"), Trilhas incríveis (como "Fome de Viver"), o Livro perdido de Paulo Coelho ("Manual Prático do Vampirismo")...
Clique na imagem abaixo para ir Direto ao Blog

A Boutique Erótica Sem Mistério

A Boutique Erótica e Fetichista que oferece produtos dos mais simples aos mais exóticos, reunindo artesões, importando e formando parcerias, para que nossos amigos possam encontrar o que procuram no mesmo lugar. Ela já se consolida e faz parte de nosso BLOG.

SM Shop - Fetiche Shop - Sex Shop - BDSM Artesanal - BDSM 4 Utopia (portugal)

Porque Alguns Fetiches São Aceitos E Incentivados Pela Sociedade(1)

Postado | por Mestre Yago | em , ,

neste post baixe o filme Calígula

E um livro do filósofo Engels




Eu e as maledetas fotos do Orkut


Procurando na net um pouco de arte fetichista pro meu Orkut, me dei conta que muitos não tem idéia de como nossos fetiches foram se formando e se desenvolvendo junto com a história da humanidade e, consequentemente, tem dificuldade de entender e aceitar seus instintos, principalmente por que não consegue perceber que eles são estimulados pela sociedade desde que você era muito pequenininho. Então vamos dar uma pausa na série WWW (mas que volta com MSN e segurança) para saber um pouco mais.



Um aviso. Vou colocar um freio nos meus dedinhos pra isso não ficar longo e chato. Vou tentar ser raso como pede a net. Porém, vou apontar para sites onde você pode (deve) se aprofundar nos tópicos mencionados, basta clicar no que tiver em verdinho.







Breve História da origem da dominação.
O homem que domina o homem (ou a mulher).





A Origem


Um carinha chamado Friedrich Engels (filósofo alemão - 1820 a 1895) escreveu um tratado chamado A Origem Da Família, Da Propriedade Privada E Do Estado que nos explica assim:


Num período da humanidade em que o homem ainda era nômade (sua sobrevivência estava vinculada a caça, atividade masculina) e não existia propriedade, também não havia relações monogâmicas. Nos grupos, relações sexuais entre pais e filhas, irmãs e irmãos e outros tipos de consangüinidades eram freqüentes e resultavam no nascimento de humanos defeituosos que eram um fardo e enfraqueciam o grupo.


Com o passar do tempo e a observação de que esse fenômeno não ocorria em determinadas circunstâncias, foram sendo adotados, uma espécie de, cortes de linhagem, que evolui até a seguinte forma:


O homem saia de seu grupo, para ir fazer sexo com a mulher de outro grupo (evitando o contato com a irmã) e de preferência de idade similar a dele (evitando a filha). Isso de certa forma funcionava, pois o homem voltava ao seu grupo de origem e os filhos nascidos desse contato, ficavam com a mãe e seu grupo.
Ou seja. A maternidade era conhecida, porém (e isso vai ser importante) a paternidade não tinha importância e era assumida pelo grupo.


Segundo Engels esse foi o auge da supremacia feminina (feministas e Dommes dando pulinhos), pois a mulher era responsável pela origem da vida e descendência do grupo.


Essa festa matriarcal, durou até o dia que o homem (responsável pela caça) descobriu que ao invés de caçar os animaizinhos, podia fazer um cercado e tacar os bichos pra crescerem lá.




Pronto! Estabeleceu-se a primeira propriedade.
O primeiro: é meu e ninguém tasca!
O homem passou a ser DONO de algo, porém, não tinha herdeiros para repassar suas propriedades, pois seus herdeiros estavam em outro grupo com a mãe (lembram).



Como resolver isso?


Simples: Para garantir sua

linhagem e a origem dos seus herdeiros, o homem catou dois bois, foi até o outro grupo e “comprou” uma mulher.

Que assim como a terra que cercou, os bichos que criou, passou a ser propriedade dele.


É assim que surge Dono e propriedade. Sociedade patriarcal, casamento e monogamia.










Simbologia – casamento Ritual de Posse


Portanto, não se iluda romântica baunilha. A monogamia, a fidelidade conjugal, não é uma conquista feminina, mas sim uma imposição masculina de garantia de hereditariedade. O casamento como conhecemos ainda hoje, nada mais é que uma liturgia de consagração do direito de posse.
E as alianças, que se fundem aos dedos com o passar dos anos, é a marca na mulher que a mercadoria tem dono. Já no homem, o sinal de que aquela que se aproximar dele, não terá nenhum direito a seus bens, apenas o de servi-lo sexualmente.













Sexualidade na Grécia e Roma antigas x Sexualidade Cristã –
origem do tabu?


Evoluindo e chegamos na Grécia (surge em 776 A.C.) e em Roma (753 A.C.).
Com o advento da propriedade, diferente do que acreditamos hoje, o trabalho não enobrecia o homem, mas sim o desmoralizava. O trabalho era coisa de quem não tinha competência pra ter bens, estrangeiros, ou para escravos que eram arrebanhados aos montes nas aventuras militares. A mulher ainda ficava abaixo desses. Não havia mulher livre. A não escrava, tida como livre, ou pertencia ao pai, ou ao marido, ou a um filho. A lei obrigava ela ter um Guardião (kurios), um homem com autoridade sobre ela.


Porém, a vida sexual tanto na Grécia como em Roma, em todas as camadas, era muito intensa (guardado os interesses de hereditariedade). O sexo era visto como algo saudável e natural. Nessa época, muito diferente de hoje, não se falava de sexo, se fazia sexo.
Nenhum casal seria preso ou importunado se visto fazendo sexo em praça pública.


Havia banhos públicos, culto a beleza do nu nas artes e as aventuras sexuais dos Deuses na mitologia.


Não havia o conceito de Homossexualismo ou bi-sexualismo.
O que havia era claramente uma hierarquia sexual estabelecida, declaradamente o ser dominador (ativo) e o ser submisso (passivo).


O homem grego livre e adulto era o topo da cadeia alimentar, o dominador. A esposa tinha a função sexual de garantir a hereditariedade, depois havia os escravos(as), as prostitutas e os adolescentes. Era função do homem adulto, iniciar o jovem (livre) na vida sexual.
O adulto era o ativo e o jovem o passivo. O jovem passivo, hoje dominado, seria o adulto dominador amanhã. Essa relação era vista como a do mestre e seu discípulo.


A Festa Acaba Aqui

Apesar de um tal de Michel Foucault (filósofo –1926 a 1984), dizer que o tabu não tem início com o Cristianismo (Tabu nada mais é que: moral sexual monogâmica, pregando que o prazer sexual é degradante e tem função unicamente reprodutiva), ele também afirma que foi a religião cristã que trouxe novas técnicas de repressão e controle dessa moral sexual.


E qual o objetivo dessa repressão?
A centralização de muito poder nas mãos de poucos. O cristianismo administra como ninguém o poder da Sexualidade.
Ou seja, Sexualidade é poder.


A força central do cristianismo era um marketing agressivo na divulgação de um profundo ascetismo (purificação do corpo, para purificação da alma), uma intensa hostilidade pela sexualidade humana, a qual trouxe para a humanidade um ideal de amor altruísta e não-sexual. A abstinência sexual era considerada o ideal moral. Difunde-se a culpa moral e o pecado sexual.



O Surgimento do Lorde


Se você pensa que a submissão feminina diminuiu com o cristianismo, ledo engano. As mulheres perderam os poucos direitos legais que haviam adquirido com os romanos e foi institucionalizado por leis e pela igreja, que deviam ser completamente submissas ao homem.
O papel da mulher não é nada diferente: servir sexualmente ao homem, procriar e cuidar da casa.


É importante entender que o pensamento cristão atinge seu auge na idade média e que acoplado a essa maciça repressão sexual, vem embutido a difusão de ideais de relações servo-contratuais, ou seja, o sujeito deixa de ser escravo roubado, para ser escravo remunerado (vassalo). E esse sistema sexual e de exploração humana se difundiu, se espalhou e se aprimorou. Sobreviveu e se adaptou a mudança dos tempos. Mas está aí, vigente até os dias de hoje.


Portanto, antes de eu entrar no campo do fetiche aceito pela sociedade atual, conclua uma coisa. A relação Dominador e dominado é vivida por nós e por nossos antepassados ha muito tempo. E não estamos falando de uma relação consensual, estamos falando de uma instituição social que é a base de sustentação de toda nossa sociedade. Existe o que tem o poder e o que serve ao poder. O que paga e o que recebe. O que manda e o que obedece. O que serve e o que é servido...


Na continuação eu explico o reflexo disso e o meu ponto de vista sobre as relações atuais e porque acredito que o BDSM consentido, vai na contra mão disso tudo.

(continua...)

Calígula



O filme de hoje, além de ser polêmico, conter fortes componentes fetichistas e do universo BDSM, também nos da uma idéia do que era a sexualidade na Roma antiga.



Aviso1: Guardem as devidas proporções. É filme. É exagerado.
Não tem compromisso em ser fiel a realidade.
Quem tiver discernimento, vai guardar as devidas proporções.



Aviso2: Existe uma mixagem, filme de arte com cenas de pornografia explícita, portanto inadequado a menores de 18 anos.


Sinopse



Calígula - o filme, é uma das mais polêmicas produções do cinema. O único que mostra o show de perversões que o Império Romano escondia, e conta a história de Calígula o mais louco dos imperadores, que mantinha um bizarro caso sexual com sua irmã, e era casado com a mais infame das prostitutas.
Ao mesmo tempo que Calígula vivia cercado de bajuladores, tinha também inimigos perigosos, loucos para vê-lo longe do poder.
Superprodução com elenco do primeiro time, onde se destacam Malcolm McDowell, Peter O'Toole, John Gielgud e Hellen Mirren.
Calígula é um filme que choca pela sua beleza e naturalidade com que trata temas considerados tabus pela sociedade.
Esta versão que comemora os 20 anos do filme, contém cenas adicionais inéditas, dirigidas por Bob Guccione criador da Revista Penthouse, uma das bíblias do erotismo mundial.


Informações Técnicas
Título no Brasil: Caligula
Título Original: Caligula
País de Origem: EUA / Itália
Gênero: Erótico
Tempo de Duração: 156 minutos
Ano de Lançamento: 1979
Site Oficial: Estúdio/Distrib.: Europa Filmes
Direção: Tinto Brass


Elenco
Malcolm McDowell .... Emperor Gaius Germanicus Caesar (Caligula)
Teresa Ann Savoy .... Julia Drusilla
Helen Mirren .... Caesonia
Peter O'Toole .... Emperor Tiberius Caesar
John Steiner .... Longinus
Guido Mannari .... Macro
Paolo Bonacelli .... Chaerea
Leopoldo Trieste .... Charicles
Giancarlo Badessi .... Claudius
Mirella D'Angelo .... Livia
Anneka Di Lorenzo .... Messalina
Lori Wagner .... Agrippina
Adriana Asti .... Ennia
John Gielgud .... Nerva
Bruno Brive .... Gemellus

Calígula

Clique Para baixar o filme. Dublado
Baixando Megaupload
CALÍGULA
OBS.: LINK ATUALIZADO
PARTE 1
PARTE 2
PARTE 3
PARTE 4
PARTE 5
PARTE 6



Quem se interessou sobre a origem da propriedade, pode se aprofundar baixando o livro:



Aqui vai o livro, clique para Baixar
A Origem Da Família, Da Propriedade Privada E Do Estado (comentado)






Conhecendo Um pouco da História da Humanidade
para Entender e Aceitar meu Lado Fetichista.


Comments (7)

Achei fascinante a maneira como foi colocado o assunto, muito inteligente de sua parte ter o cuidado de usar termos fáceis para facilitar o conhecimento, levando a todos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre este assunto tão polemico. Parabéns senhor

Uai!!! Engels era SM???

KKKKK - Ana Paula, Adorei a pergunta. Mas como disse em outro post, saber um pouco de filosofia, sociologia e história, ajuda muito a entender nossos fetiches. Como nem todos vão ter tempo ou afinidade com o assunto, vou resumumindo a capa do livro, pra que tenhamos ascesso a alguma informação.

Já escreveu a continuação?

O link do filme já era! Assim como o Idade de Lulu.

Caro Anônimo, obrigado por alertar sobre o link quebrado, somente assim, podemos substituir, caso feito de calígula. Quanto As idades de Lulu, deve ter sido algo momentâneo, chequei links e legendas e estão perfeitas.
Abraço
MY

Bom meus amigos, no sem misterio ,encontro a despocrisia necessaria para a inteligencia fluir em meandros sombrios que normalmente são deixados de lado pela ortodoxia careta que mais se interessa em desprezar e marginalizar a estetica artistica que reverencia a morte em nome da subsistencia insipida , não se trata de disseminar o mal mas sim de vivenciar o mal atraves de produções artisticas requintadas e conscientes, só pra citar um icone da arte cinematografica como por exemplo pasollini.Só faço agradecer ao SM pois me deu a oportunidade de baixar e rever uma grande e insigne obra de arte que é saló 120 dias de sodoma.

Postar um comentário

Comente Sem Mistério

Assine nosso Newsletter

Receba um resumo das novas postagens é só COLAR seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Obrigado por seguir Sem Mistério
Siga Você também

Links de filmes que não funcionam

Links Revistos em 03 de julho de 2010

Meus caros, como o SM Sem Mistério não faz upload de nenhum filme ou outro material, alguns links, com o passar do tempo se quebram, por motivos alheios a nosssa vontade. E nós não temos como ficar checando-os periodicamente, portanto quando encontrar um link que não funcione, avise por um comentário ou e-mail. Tentaremos encontrar um novo.

Autores do Blog

Termos De Uso

O SM-Sem Mistério não hospeda e não faz upload de nenhum arquivo, apenas indica onde encontrá-los. Todos os arquivos estão hospedados na internet, o usuário deverá estar ciente que ao baixar algum material que possua direitos autorais, deverá permanecer com o mesmo, em seu computador, por apenas 24 horas, após esse prazo, deverá comprá-lo ou apagá-lo.
BlogBlogs.Com.Br