FETICHES E BDSM

Blog dedicado aos que estão iniciando no universo BDSM e FETICHISTA, e ainda tem muitas dúvidas a serem esclarecidas.

Primeira vez no SM-Sem Mistério? Mestre Yago Sugere que sigam para o 1º post. Clique na imagem abaixo.



Quer informação? Não encontrou no Blog?

Pergunte! Não quer aparecer?

Mande um e-mail:

Área Especial - Fetiche por Vampiros

Caros Amigos,
Havia aqui uma área dedicada a Vampirismo. Sentindo falta? Ela virou um novo blog chamado: Vampiro - A Eternidade da Solidão.
O endereço é http://asasdevampiro.blogspot.com/ - onde estamos postando novas trilhas sonoras, filmes, livros e artigos. Sem contar o material que já havia aqui: Filmes Clássicos sobre Vampirismo, Recentes (como o maravilhoso "Deixe Ela Entrar"), Trilhas incríveis (como "Fome de Viver"), o Livro perdido de Paulo Coelho ("Manual Prático do Vampirismo")...
Clique na imagem abaixo para ir Direto ao Blog

A Boutique Erótica Sem Mistério

A Boutique Erótica e Fetichista que oferece produtos dos mais simples aos mais exóticos, reunindo artesões, importando e formando parcerias, para que nossos amigos possam encontrar o que procuram no mesmo lugar. Ela já se consolida e faz parte de nosso BLOG.

SM Shop - Fetiche Shop - Sex Shop - BDSM Artesanal - BDSM 4 Utopia (portugal)

A Sedução, o que Domina e o que se Submete.

Postado | por MY | em



...lentamente ele vai acuando a presa num beco sombrio e úmido, até que não reste outra alternativa, pra ela, presa, do que pedir ao predador: Me proteja!


Falamos tanto em aspectos técnicos, litúrgicos e da essência SSC do meio, que poucas vezes nos permitimos nos render a uma das faces mais deliciosas do SM. O tempo em que a sedução estoura na carne do ser que domina, ou do ser que se submete.

Neste post vou me dar ao direito a recordar de várias vivências, e esquecer um pouco os alertas que são conseqüentes desse período (posso muito bem ser chato e os fazer depois), e ainda vou me permitir fantasiar sobre ambos os lados. A Sedução pelo ponto de vista dominante e do dominado

É ingenuidade tentar traçar qualquer paralelo entre a sedução que conhecemos do mundo baunilha, com os mecanismos que desenvolvemos para seduzir no universo SM. E também é ingênuo afirmar que não é extremamente prazeroso, para os praticantes do SM, quando esse período de jogo de seduzir é plenamente desenvolvido por ambas as partes até culminar no ápice da sessão.


Repleto de sutilezas e obviamente imerso no universo particular de cada um, o estopim que desperta em cada pessoa o desejo de seduzir o oposto é tão milimétrico que quase pode não ser identificado, mas uma coisa é certa uma vez aceso, a curva do tempo muda, os parâmetros mudam, e tudo se funde para uma única coisa: viver intensamente aquele momento, entrar naquela rua e caminhar lenta e seguramente até onde a rua termina... a tão sonhada sessão.

Delícia de momentos em que todas as palavras são medidas, cada passo é calculado, muitas vezes premeditado, sempre na ânsia de que o objeto de desejo não escorregue pelos dedos, que uma parte não saia da rua na curva mais próxima, que o tesão não se sobreponha a sedução e acabe por colocar tudo a perder.


E o que é o estopim? Uma palavra? Um visualizar o algo mais que aquela pessoa tem a oferecer? Uma demonstração física, uma prova de que tudo que você espera do seu oposto está concentrado naquele ser que lentamente vai se revelando?

Estranho momento esse, porque até então o que era monótono, ganha vida. O que até então era apenas mais uma conversa, desponta como sendo o objetivo, “o adversário a ser vencido”. Todos os sentidos se despertam e ganha uma vitalidade, uma excitação, um barulho interno que resume a existência a aquele pequeno espaço entre você e o ser desejado.

Mais peculiar ainda, sabendo-se tratar de uma relação SM, onde os envolvidos nos mecanismos da sedução são extremamente opostos. De um lado está o que quer possuir, ter exigir, torturar, romper os limites, conduzir, moldar, lapidar. O escultor que sem dó nem piedade, que quer munir-se de uma marreta e uma talhadeira e esculpir um diamante numa pedra bruta. Do outro lado, está a pedra, ansiosa até o limite da excitação pra ser lapidada, mesmo que temerosa, cheia de dúvidas e medos ao ver seu algoz se aproximar com tamanha volúpia munido de instrumentos rudimentares, desprovido de sutilezas. Ao mesmo tempo em que seu medo é quase paralisante, ela também tem que manter-se no jogo. Tem que apresentar suas armas para seduzir o artesão de que ela é a pedra que contém o diamante que ele procura. E o ser dominado aqui, vai usar de outros recursos, vai usar da sua fragilidade, mesmo se sabendo pedra dura. Vai querer apontar os caminhos por onde deve o artesão começar a operar sem dó a transformação de pedra em jóia.

Quando esta simbiose realmente se instala, tudo em volta desaparece, é um eterno olhar para a pedra e tentar adivinhar seus mais profundos desejos, visualizar o diamante ali escondido... é uma pedra que clama para mostrar suas fendas por onde todo seu tesão percorre caminhos tortuosos para dar formas e ao que o rude artesão apenas vislumbra.

Se quem esta lendo isso se permitiu colocar-se em situações já vividas, sabe exatamente de como é inebriante esse momento, de como ganhamos tônus, de como nos transformamos, que nossas energias se renovam, rejuvenescemos e, sinceramente, é um momento que não importa o quanto dure, fica em suspenso no ar, no tempo... é como prender nos pulmões o oxigênio para um mergulho, tudo fica em suspenso até a volta a tona, com o clímax de poder escancarar a boca, traqueia e pulmões para abocanhar e sorver o ar do momento seguinte: a sessão!






Minha visão de Dominador

O Dom, no universo da sedução, é um eterno ser solitário que vagueia na penumbra da noite sempre a espreita da melhor presa... aquela, e só aquela que vai conseguir despertar nele o instinto animal de predador. A busca é silenciosa, tem de ser desprovida de ansiedade, tem de se estar num estado em que os sentidos estejam adormecidos, porém atentos, para que ao se deparar com a presa, todos eles despertem como uma volúpia perceptível a quilômetros de distância. Pois ele sabe, que uma vez que a presa é encontrada, ele vai precisar usar de todos os seus instintos e habilidades adquiridos com o tempo, seja qual for seu tempo de Dom... Obviamente a idade, a experiência lhe é vantajosa nesse aspecto. Mas, se porta em sua genética o gene do Dom, ele vai agir sem a urgência da juventude.... Não vai deixar que sua ansiedade e seu tesão o domine, afinal ele é o caçador, ele é o Dom.
É dessa habilidade, dessas características, que ele se mune para conduzir. É assim que ele vai fragilizando a presa, vai minando suas resistências, vai esgotando suas forças para tentar escapar, fugir do predador. Lentamente ele vai acuando a presa num beco sombrio e úmido, até que não reste outra alternativa, pra ela, presa, do que pedir ao predador: - Me proteja!

isso é delicioso....
isso é um orgasmo antes do gozo
isso coloca um doce sorriso de pós suspiro
Pois nada causa uma excitação tão completamente
irreversível do que a de ver a presa se atirando as garras do predador.



Me ocorre...
Esse jogo de sedução entre fera e gazela, só encontra eco no universo baunilha como sendo um estado patológico e doentio: A famosa Síndrome de Estocolmo. Pra quem nunca ouviu falar e a síndrome em que uma vítima se seqüestro, cárcere ou tortura se apaixona pelo seu algoz.

No universo SM esse jogo de caça e caçador, está amparado no SSC (São, Seguro e Consensual) e na verdade é sem dúvida o componente que abrange a maior parte das deliciosas sensações e emoções que iremos vivenciar durante uma relação SM. É na verdade a grande mola propulsora do nosso tesão. Enquanto ele existir somos o “mótuo perpetuo”.
Quem quiser saber mais sobre essa síndrome, leia clicando aqui.

Quem tem preguiça de ler, sugiro dois filmes que estão no BLOG que tem seus roteiros calcados na síndrome de Estocolmo:
"O porteiro da Noite" (o reencontro de uma sobrevivente de um campo de concentração e seu carrasco nazista)

e...
"Áta-me" (onde um rapaz recém saído de um reformatório psiquiátrico, seqüestra uma ex-atriz pornô durante as filmagens de um filme “B”)

Bons Filmes

Comments (5)

Gosto muito desse texto...
Eu o leio e releio e releio e releio...
bjos respeitosos...

Bom dia Mestre Yago, eu me chamo Maria e sou uma Domme (nao mercenaria ;) ) que vive na Italia ha 5 anos.
Li o seu blog esta manha e me encantei com um texto muito interessante: " A seduçao, o que domina e o que se submete".
Parabéns! Posso traduzir-lo em italiano e publicarlo como nota no meu FB? Obvio que cito a fonte e o link do teu blog, nao se preocupe! :) Infelizmente me expulsam sempre do FB porque posto algumas imagens eroticas e o papa nao gosta... mas paciencia... eu sou teimosa e eles vao ter que me engolir :P Mas se o senhor me enviar o pedido de amizade, terei o maior prazer em aceita-lo.
Muito obrigada e um bom dia!
Saudaçoes
Maria Lucia

Cara Maria Lucia, retornando aqui, faça a gentileza de adiconar no msn - mestreyago@hotmail.com - tem toda a permissão do mundo para postar o artigo no seu blog. no aguardo...

estou iniciando nesse mundo magico. Seus textos são valiosos, seguros e inteligentes. Está me ajudando muito a expressar melhor meus desejos e anseios. obrigada

Um dos melhor textos que estou lendo, espero que o. Blog inteiro tenha textos parecidos com esses, bjs praga vc

Postar um comentário

Comente Sem Mistério

Assine nosso Newsletter

Receba um resumo das novas postagens é só COLAR seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Obrigado por seguir Sem Mistério
Siga Você também

Links de filmes que não funcionam

Links Revistos em 03 de julho de 2010

Meus caros, como o SM Sem Mistério não faz upload de nenhum filme ou outro material, alguns links, com o passar do tempo se quebram, por motivos alheios a nosssa vontade. E nós não temos como ficar checando-os periodicamente, portanto quando encontrar um link que não funcione, avise por um comentário ou e-mail. Tentaremos encontrar um novo.

Autores do Blog

Termos De Uso

O SM-Sem Mistério não hospeda e não faz upload de nenhum arquivo, apenas indica onde encontrá-los. Todos os arquivos estão hospedados na internet, o usuário deverá estar ciente que ao baixar algum material que possua direitos autorais, deverá permanecer com o mesmo, em seu computador, por apenas 24 horas, após esse prazo, deverá comprá-lo ou apagá-lo.
BlogBlogs.Com.Br