FETICHES E BDSM

Blog dedicado aos que estão iniciando no universo BDSM e FETICHISTA, e ainda tem muitas dúvidas a serem esclarecidas.

Primeira vez no SM-Sem Mistério? Mestre Yago Sugere que sigam para o 1º post. Clique na imagem abaixo.



Quer informação? Não encontrou no Blog?

Pergunte! Não quer aparecer?

Mande um e-mail:

Área Especial - Fetiche por Vampiros

Caros Amigos,
Havia aqui uma área dedicada a Vampirismo. Sentindo falta? Ela virou um novo blog chamado: Vampiro - A Eternidade da Solidão.
O endereço é http://asasdevampiro.blogspot.com/ - onde estamos postando novas trilhas sonoras, filmes, livros e artigos. Sem contar o material que já havia aqui: Filmes Clássicos sobre Vampirismo, Recentes (como o maravilhoso "Deixe Ela Entrar"), Trilhas incríveis (como "Fome de Viver"), o Livro perdido de Paulo Coelho ("Manual Prático do Vampirismo")...
Clique na imagem abaixo para ir Direto ao Blog

A Boutique Erótica Sem Mistério

A Boutique Erótica e Fetichista que oferece produtos dos mais simples aos mais exóticos, reunindo artesões, importando e formando parcerias, para que nossos amigos possam encontrar o que procuram no mesmo lugar. Ela já se consolida e faz parte de nosso BLOG.

SM Shop - Fetiche Shop - Sex Shop - BDSM Artesanal - BDSM 4 Utopia (portugal)

Mestre Yago é Entrevistado por May Rogue

Postado | por MY | em ,

filme de hoje
a obra de arte
Dogville




Com Vocês eu
extraído por May Rouge


De uma conversa inocente surgiu o convite May Rouge me entrevistar, demorei um pouco, acabei aceitando. As perguntas são da curiosidade dela, a maior parte das fotos é do bom gosto dela. Mas o filme quem escolheu fui eu. (rs)

Mestre Yago
È uma honra entrevistar o Senhor...



Olha pra começar, vai ser uma entrevista difícil. Pois Vamos Falar de Mestre Yago ou do Dom que tem de se esconder nele? Vou sempre repetir isso por diversas vezes: Por conta da minha profissão, muitos me conhecem no meio SM, mesmo esses muitos não associam eu (o Dom) com Mestre Yago. Até que seja impossível e tenha que juntar os dois é melhor que por enquanto fique assim. Então... sem falsidades, vou falando da função e da experiência de um e do outro.
Nick: Mestre Yago (não é meu Nick no SM) um Heterônimo assumido por conta da minha profissão. Mas vou falar de mim.


Data de nascimento: O Dom nasceu um ano depois da revolução num 30 de abril
Signo: Taurus
Profissão: A mesma do Mestre Yago - Escritor
Estado onde mora: São Paulo
Status: Diferente do Yago sou apenas um Dom não consigo me julgar um Mestre.



1. Senhor faça uma apresentação aos que ainda não o conhecem.

O Dom tem 44 anos e é atuante já algum tempo, digamos mais de 15 anos. Discreto, não ando por aí fazendo alardes sobre minha participação no SM.



2. Defina o que para o Senhor é BDSM. Qual a profundidade do BDSM na sua vida?

Antes de qualquer coisa um estilo muito próprio de vida. Apesar de entender a importância das tribos, dos grupos, eu encaro o BDSM como uma filosofia muito pessoal, às vezes, viajo na maionese e vejo o lado espiritual dele, uma espiritualidade profana de certo, mas lembrando que a sexualidade é o mais baixo dos chácaras humanos, ainda é um deles, o primeiro na escada. A energia sexual é poderosíssima. O SM me faz um domador, que procura controlar essa energia, como quem controla um cavalo bravio dentro de mim mesmo.


3. Como foi tua descoberta no BDSM? (Como surgiu o Mestre Yago?)

Resumindo: Minha primeira masturbação foi aos 7 anos com uma cena de Spank sem contexto sexual, num filme sessão da tarde da vida. Aquilo me marcou e me confundiu por muito tempo. Só quando aos 18/19 tomei contato com uma versão de a “História de Ó” ilustrada pelo Guido Crepax, lançado pela L&PM, que vi que não estava sozinho no mundo. Até então me achava o patinho feio, o anormal, uma anomalia que tinha imenso prazer em imaginar chicoteando a namoradinha baunilha. Descobrir que existia aquilo que eu sonhava, que meus fetiches eram compartilhados foi transformar o patinho feio em cisne. Pré net, levei ainda bons anos, lendo, estudando. Indo da sexualidade explícita a filosofia; das técnicas de tortura da inquisição a psicanálise. De repente me senti preparado e fabriquei minha primeira sub/masoca. Fabriquei bem fabricado, pois isso foi muito antes do advento da internet, que acho um tremendo facilitador.

Voltando ao Mestre Yago ele surgiu:
- primeiro por uma impossibilidade de não poderem associar o autor do blog com o profissional baunilha que divide a mesma profissão que ele.
- Da necessidade de dividir o conhecimento que adquiri tanto prático, como no mundo virtual que vi nascer. De dividir sem ter que pertencer a uma tribo, ou levantar uma bandeira que, tenho certeza, nem sempre eu concordaria.
- E principalmente, porque no fundo Mestre Yago não está na net pra fazer o que mais gosto: caçar (e ter) subs (afinal ele nunca teve uma sub). Então Mestre Yago autor, me defende do meu instinto caçador e convivemos harmonicamente: Eu pratico e ele filosofa. Um não interfere no SM do outro.
Entendeu? Espero sinceramente que não. (RS)


4. Poderia nos dizer um pouco de como se sentiu quando realizou sua primeira sessão? Quais prazeres e sensações lhe fez continuar?

AH... Aqui quero que o Mestre Yago vá às favas. Dom, bem Dom respondendo: Não sei bem se foi “na primeira sessão”, mas foi na “primeira sessão plena” com tudo que tinha direito; Uma sub lindamente sub, eu estava devidamente equipado, mas foi meio de surpresa, estava apaixonadamente sádico, com a sexualidade subindo nas paredes, e ela com aquele típico olhar: faça com meu corpo o que você quiser... E eu simplesmente fiz, por dois dias sem dormirmos, fiz tudo que estava represado. Sem contratempos, tudo correu simples, sem forçar aparências, como disse foi uma sessão plena. A conseqüência foi uma semana em estado de gozo. Cara, eu não conseguia passar 3 minutos sem reviver cada minúcia da sessão, (RS) ao mesmo tempo era horrível, desesperador, pois foi uma semana que minha vida baunilha absolutamente não existiu (rs). Oras, depois de viver isso, sexo convencional tornou-se a coisa mais sem sal, só de pensar em ter de encarar um sexo baunilha me dava faniquitos.


5. Quais as técnicas q mais apreciam como as aperfeiçoou?Tem alguma prática preferida? Qual prática o Senhor jamais faria no meio BDSM?


Então... conheço um pouco de todas e nunca me vi (e ainda não me vejo) com capacidade de dar uma palestra sobre qualquer uma delas. Não tenho uma prática preferida, tenho uma situação preferida. Meu grande prazer é quando vejo se instalando aquela verdadeira relação Dominador/sádico e uma submissa/masoca. Vejo uma relação de troca profunda nascendo ela se apaixonando pela admiração que tem pelo Dom e o Dom se apaixonando pela entrega dela. Isso me fascina. Quando isso verdadeiramente acontece, aí minha cara, a técnica, o equipamento, o brinquedo... pouco importa. Veja, não dispenso meus brinquedos, meus chicotes, mas se a verdadeira relação D/s se instalou, me da uma bobagem como um pincel atômico e farei uma sessão plena. Mas esse é o meu SM, não levanto bandeira por ele e nem quero que levantem por mim. Se não houvesse diversidade não seria SM.


6. Vive uma relação 24/7, fale-nos sobre ela. Como a conheceu?


Olha, é uma relação até que simples que já vai completar dois anos. Nos conhecemos na net, provavelmente na sala da UOL, migramos naturalmente pro MSN, depois telefone e simplesmente de repente , estávamos marcando a primeira sessão para um 25 de dezembro. Exatamente, nos demos uma sessão de presente de natal. Acho que a simplicidade se deu por dois fatores; a maturidade e experiência de ambos e por que tivemos um longo período de negociação (creio que mais de 6 meses) É uma relação muito bem instalada de Dom e sub, onde cada um se esforça ao máximo para cumprir com suas obrigações. Existem códigos estabelecidos que nos permitem manter a D/s no convívio baunilha, o que faz, como já disse, que cada um mantenha-se atento a sua função na relação. O SM não nos deixa cair em monotonia e o companheirismo que naturalmente se instalou, proporciona momentos de prazer como viajar juntos, ou sentarmos para ver um bom filme.


7. Qual o significado de se colocar uma coleira em alguém?

De qual ponto de vista? Porque pro Dom é de uma responsabilidade do caramba. Ser Dom significa ter o direito de usar como quiser. Mas usar, te da à obrigatoriedade de cuidar. E cuidar não significa arcar com despesas materiais, significa cuidar daquilo que você está usando, para que possa usar outra vez e outra. Cuidar é um conjunto: físico, mental, emocional e material. Ou seja... penso muiiiiiiiiiiiiito antes de encoleirar alguém.


8. O que é necessário em sua opinião para que possa haver o empréstimo de uma escrava? Fale-me sobre irmã de coleira...

Essencialmente prazer consensual, equilíbrio emocional e maturidade. Talvez pra mim já tenha sido um limite emprestar uma sub. Hoje é uma “técnica” que me da prazer. Já irmã de coleira... cara é de uma relatividade tão grande... mas tão grande. Não quero ser papai sabe tudo, mas o Dom que acha que vai impor pura e simplesmente uma irmã de coleira a esmo, pode ter muito mais dor de cabeça do que prazer, a menos que a parte do cuidar passe quilômetros dele. Aqui não tem lógica matemática, um empréstimo é uma sessão ocasional, uma play. Já uma irmã, entendo como um convívio triangular. Cada um vai ter que criar mecanismos para que esse triângulo funcione. Eu já penso mais como uma família, em um triângulo onde elas sejam muito diferentes. Idades diferentes, experiências diferentes, personalidades diferentes e possam, no convívio, me oferecer e se oferecer características peculiarmente complementares. Se pretender que essa relação seja duradoura, o mínimo é muita negociação, muito se conhecerem e regras muito bem definidas (humilde opinião minha).


9. Quais as características de uma boa sub para o Senhor?


A que sabe onde ta se metendo. A inteligente e corajosa. Inteligente por saber e não querer o controle. Corajosa por ir em busca do seu prazer na contramão de tudo que embutiram nela. Uma sub tem que estar informada e conhecer o que é o SM. Quem não tem capacidade de saber com que está “brincando” nem tente se estabelecer. SM é tampa e panela e não mercado de moda. Pra mim, uma sub pode ser linda, jovem, etc... mas se vier com um: - de jeito nenhum que deixo chicotearem minhas costas! Tá fora!! Quando encontro dou valor a cada centímetro de uma boa sub verdadeira, porque é um ser que aceita estar em constante evolução e que vai suportar muitas provações. Valorizo muito a sub que está ao meu lado. Ela é uma jóia rara, que apesar das suas limitações, compreende isso perfeitamente.


10. Fazendo uma comparação entre seus primeiros anos de contato com o BDSM e os dias de hoje, o que mudou em suas concepções, em sua maneira de entender e de praticar o BDSM? Sentiu-se realizado?

Sinto-me realizado, desde o dia que descobri que SM existia era real e praticado. Afinal deixei de ser anormal e virei cisne. Quanto às concepções, elas não mudam, elas evoluem. Os limites vão sendo superados em todos os aspectos: técnicas que não julgava ter a capacidade pra praticar, tolerância, conceitos como ciúmes... enfim, são aspectos de alguém que não se compreende pronto, mas sim indo, seguindo a estrada, quando a estrada acaba, apenas começa outra.


11. Como surgiu o blog? Como o Senhor vê a comunidade BDSM brasileira? O que nos falta? Qual o papel do blog nesse sentido?

O Blog surgiu de observar uma intolerância nas salas com os chamados pára-quedistas, ou melhor, com aqueles que estão chegando e não sabem nada de nada. Senti que havia a necessidade de alguém ter um pouco de paciência com eles e criar um espaço para eles irem entendendo onde estavam querendo se meter. E além de só criticar, dar oportunidade de eles encontrarem informação séria e uma boa dose de entretenimento. Precisamos das gerações que vão chegar, não é uma questão de status, é uma questão de instinto de sobrevivência. Dons e Dommes precisam de Subs e o inverso, ou viramos uma espécie em extinção. O que creio que falte no momento são mais grupos (como o GASPER), mais clubes com diversidade, clubes mais tradicionais e outros mais tolerantes. Mas com certeza se fizerem a parada BDSM na Paulista, nem me convidem.


12. Deixe uma mensagem para aqueles que estão começando. Que ainda tem muitas dúvidas, muitos medos, ou ao inverso, estão deslumbrados e achando que tudo é muito fácil.

Assim, todo mundo tem que começar um dia. Ninguém nasce começado e ninguém nasce sabendo. Embarcar no SM, ter a primeira sessão é como perder a virgindade pela segunda vez (em alguns casos, perder a virgindade sem nem ter perdido a primeira). O lance é a curiosidade, querer saber, querer conhecer pessoas de carne e osso. Fazer amigos, antes de ter Dons, Dommes ou Subs. Para os que, ainda se sentem anormais (como eu que tive o meu momento), esse é o caminho de entenderem que são perfeitamente normais, que SM é um prazer inenarrável impossível de alcançar numa relação baunilha. Para os afoitos, entendam, que sem conhecimento, correm o triste risco de trocar uma vida inteira de prazer, por uma noite (sessão) mal ajambrada, que vai mais parecer uma visita a casa de horrores do playcenter. Completamente rizível e muito Bizarro (no pior sentido baunilha da palavra).

Agradeço pela confiança, e pela oportunidade de conhecê-lo melhor.
Beijos respeitosos a ti Mestre Yago, sua fã May Rogue



MESTRE YAGO É QUEM AGRADECE.






Filme de Hoje

Dogville



Sinopse

Em plena década de 30, Grace (Nicole Kidman) é uma fugitiva que chega à isolada cidade de Dogville após fugir de gângsters. Encorajada por Tom (Paul Bettany), o porta-voz da cidade, Grace faz com a população local um acordo informal: eles a ajudam a se esconder e, em troca, ela trabalha para eles. Entretanto, quando a busca por Grace se intensifica a população local começa a querer um acordo melhor junto a Grace, devido ao risco que todos eles estão correndo por escondê-la. É quando Grace percebe que a aparente boa vontade de Dogville tem um preço.



Opnião do Mestre Yago



Como escolhi o filme ilustra minha entrevista, me dei ao direito de por um filme de arte que amo de paixão. Mas não se Iluda, todas as técnicas de dominação psicológica estão imbutidas nele. Todas as crueldades sádicas que quiser  vai encontrar nele. Verbos como Usar, Abusar, Explorar, Escravizar, Humilhar, Seviciar, e outros, são amplamente conjugados no filme. Vale como filme de arte, vale como filme com Contexto D/s, vale porque é bom demais. Percam essa oportunidade não. Peça de colecionador.

Informações Técnicas
Título no Brasil: Dogville
Título Original: Dogville
País de Origem: Dinamarca / Suécia / Noruega / Finlândia / Inglaterra / França / Alemanha / Holanda
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 171 minutos
Ano de Lançamento: 2003
Estúdio/Distrib.: California Filmes
Direção: Lars Von Trier
ElencoNicole Kidman ... Grace Margaret Mulligan
Harriet Andersson ... Gloria
Lauren Bacall ... Ma Ginger
Jean-Marc Barr ... The Man with the Big Hat
Paul Bettany ... Tom Edison
Blair Brown ... Sra. Henson
James Caan ... The Big Man
Patricia Clarkson ... Vera
Jeremy Davies ... Bill Henson
Ben Gazzara ... Jack McKay
Philip Baker Hall ... Tom Edison
Sr.Thom Hoffman ... Gangster
Siobhan Fallon ... Martha
John Hurt ... Narrator (voz)
Zeljko Ivanek ... Ben



Baixando avi

CD 1

CD 2

Password: lovermanUK


via torrent

Comments (1)

Filme maravilhoso.De uma beleza poética...
Blog sendo uma fonte de esclarecimentos.
Grata.

Postar um comentário

Comente Sem Mistério

Assine nosso Newsletter

Receba um resumo das novas postagens é só COLAR seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Obrigado por seguir Sem Mistério
Siga Você também

Links de filmes que não funcionam

Links Revistos em 03 de julho de 2010

Meus caros, como o SM Sem Mistério não faz upload de nenhum filme ou outro material, alguns links, com o passar do tempo se quebram, por motivos alheios a nosssa vontade. E nós não temos como ficar checando-os periodicamente, portanto quando encontrar um link que não funcione, avise por um comentário ou e-mail. Tentaremos encontrar um novo.

Autores do Blog

Termos De Uso

O SM-Sem Mistério não hospeda e não faz upload de nenhum arquivo, apenas indica onde encontrá-los. Todos os arquivos estão hospedados na internet, o usuário deverá estar ciente que ao baixar algum material que possua direitos autorais, deverá permanecer com o mesmo, em seu computador, por apenas 24 horas, após esse prazo, deverá comprá-lo ou apagá-lo.
BlogBlogs.Com.Br