FETICHES E BDSM

Blog dedicado aos que estão iniciando no universo BDSM e FETICHISTA, e ainda tem muitas dúvidas a serem esclarecidas.

Primeira vez no SM-Sem Mistério? Mestre Yago Sugere que sigam para o 1º post. Clique na imagem abaixo.



Quer informação? Não encontrou no Blog?

Pergunte! Não quer aparecer?

Mande um e-mail:

Área Especial - Fetiche por Vampiros

Caros Amigos,
Havia aqui uma área dedicada a Vampirismo. Sentindo falta? Ela virou um novo blog chamado: Vampiro - A Eternidade da Solidão.
O endereço é http://asasdevampiro.blogspot.com/ - onde estamos postando novas trilhas sonoras, filmes, livros e artigos. Sem contar o material que já havia aqui: Filmes Clássicos sobre Vampirismo, Recentes (como o maravilhoso "Deixe Ela Entrar"), Trilhas incríveis (como "Fome de Viver"), o Livro perdido de Paulo Coelho ("Manual Prático do Vampirismo")...
Clique na imagem abaixo para ir Direto ao Blog

A Boutique Erótica Sem Mistério

A Boutique Erótica e Fetichista que oferece produtos dos mais simples aos mais exóticos, reunindo artesões, importando e formando parcerias, para que nossos amigos possam encontrar o que procuram no mesmo lugar. Ela já se consolida e faz parte de nosso BLOG.

SM Shop - Fetiche Shop - Sex Shop - BDSM Artesanal - BDSM 4 Utopia (portugal)

Edição Especial – uma incrível entrevista com †LADY EVIL†

Postado | por Mestre Yago | em ,






Neste post, baixe o filme
O Livro das Revelações


Indicação de †Lady Evil†

Bom, este mês, temos a honra e o grande prazer de apresentar †Lady Evil†. Mulher de Aquários, que tem muita consciência sobre si, sobre seu trajeto e, portanto muito a dividir com as pessoas que estão chegando no meio. Entrevista leve, simples, porém da profundidade que lhe é peculiar, portanto... leiam com atenção, leiam com o coração aberto, pois foi assim que nos acolheu. Sem mais... com vocês...


†Lady Evil†



Vamos começar? Primeiramente, fale um pouco de você e como gostaria de ser apresentada:

Dominadora Sádica, 30 anos, produtora cultural, sempre sorrindo, brincando e de bem com a vida, paciente, adoro o misto de dor e prazer, dou o melhor de mim e espero o melhor sempre, inteligente, adoro ler, valorizo os pequenos detalhes, amante dos seres humanos, sempre vejo o lado bom das coisas, e sempre em busca de mais conhecimento.


1 – Pelo que percebemos, sua vida sexual se divide em três momentos. Um início precoce Baunilha. Uma Relação baunilha duradoura e com liberdades fetichistas e finalmente o encontro com sua identidade Sádica. Claro que nossa curiosidade é sobre os 3 momentos, mas principalmente em traçar um paralelo da mulher plena que se tornou, com sua vida sexual.

Perdi a virgindade muito cedo, aos 13 anos, e isso me fez buscar cedo também minha maturidade sexual. Sempre fui muito interessada em assuntos do gênero, leitora assídua de contos eróticos, sempre querendo entender como receber e dar prazer, meu corpo, o corpo do parceiro (a), aos 15 anos me descobri bissexual, e isso ampliou meus horizontes em relação a formas de sentir prazer. Casei cedo, aos 17, e com essa relação surgiu o interesse pelo BDSM, como acontece com vários casais baunilhas, entre uma brincadeira e outra... se você nasce com a alma destinada a isso, começa a entender que seu corpo e sua mente estão te exigindo mais, essa relação acabou mas deixou a herança dos experimentos, dos quais me aprofundei em pesquisas, queria entender o que estava acontecendo comigo, porque essa necessidade?. Aos 22, fui apresentada ao chat, sadomasoquismo UOL, quem não conhece... rs, e lá, depois de muita leitura, comecei meu contato direto com pessoas que dividiam os mesmos interesses que eu. Fui muito bem recebida e logo convidada a participar de encontros reais, aceitei e comecei a desfrutar desse universo cheio de possibilidades. Dali começou minha real e consciente trajetória no BDSM, e como é incrível hoje poder dizer que sou completa, porque sou livre de qualquer paradigma, me libertei dos estereótipos.


2 – Curiosamente, sua mãe também era uma Domme, infelizmente precocemente falecida. Primeiro: consegue perceber algo que a diferenciasse antes de saber que ela era uma praticante e Segundo: qual foi o momento mais constrangedor dessa descoberta e Terceiro: qual foi o legado que esse convívio Domme mãe e Domme filha deixaram pra ti.

Minha mãe sempre foi autoritária, altiva, manipuladora, mulher de inteligência impar, quando descobri o BDSM, sabia que ela tinha o perfil, como sempre fomos amigas e confidentes, contei o que tinha descoberto sobre mim, nesse momento ela me olhou fixamente, deu um sorriso tímido, e disse que também já havia experimentado algumas fantasias, sabia do que se tratava e começamos uma longa conversa, contei a ela sobre o chat, e a convidei para ir ao Valhala comigo, ela aceitou e lá fomos nós, como sempre, cúmplices e parceiras. Não me lembro de nenhum constrangimento, mas claro que no decorrer dessa trajetória tivemos situações embaraçosas, sempre nos perguntavam se dominávamos juntas, ou escravos que estiveram com ela e se ofereciam para estar comigo, mas sempre levamos tudo no bom e velho humor, característico das duas. Minha maior herança foi receber todo seu apoio, sua compreensão, sempre aprendemos muito uma com a outra, nos permitimos isso, encaramos o mundo sem nos esconder, e essa com certeza foi a melhor parte, não ter medo do julgamento da sociedade ou até mesmo da família, brincávamos em reuniões familiares sob olhares desaprovadores, e como era gratificante ver o sorriso estampado em seu rosto dizendo a todos que ela era muito feliz por não ter medo de viver em harmonia com os seus desejos, ela nunca foi hipócrita, sempre enfrentou o mundo pelas suas verdades, uma verdadeira guerreira, que eu tive a sorte de chamar de mãe.



3 – Existe muita polêmica entre a tolerância da dor entre subs masculinos e subs femininas em sessões. É uma das que compactua com essa afirmação, ou acha que isso é realmente individual e não da identidade sexual do ser humano.

Apesar de a 5 anos, ter uma escrava que suporta tantas torturas e o próprio spanking, de maneira bem agressiva, como nenhum outro escravo meu suportou, ainda acredito que seja pelo adestramento que é dado, a maneira como condicionamos os submissos ou as submissas a determinadas situações, a dor também é um processo psicológico, como Tops, queremos sempre ultrapassar os limites de nossos bottons, utilizando de nossa inteligência e poder de persuasão, manipulamos o individuo até que ele se veja sem saída a atender nossas vontades.



4 – Considera-se uma praticante Hard? Qual foi a primeira vez que aplicou uma técnica em um submisso que lhe passou pela cabeça: Será que esse negócio vai funcionar mesmo?

Sempre digo que graduar a intensidade de nossas praticas é relativo, eu sou amante de torturas e um spanking bem aplicado, adoro agulhas, lâminas, brand, meu bom e velho chicote longo, alguns submissos(as) tem essas práticas como limite, e outros não fariam jamais uma golden shower.
Certa vez eu estava com um sub em treinamento, coloquei o sujeito no X, e sabia que ele tinha medo do chicote longo, mas não me disse que era um limite, estalei o chicote no ar e o infeliz desmaiou. Em outra sessão, utilizei a pratica de cbt com agulhas, eu quis enfeitar e comecei a passar um barbante, assim poderia movimentar todas as agulhas e a tortura estaria completa, como era minha primeira vez com os barbantes, e eu não sou uma eximia shibarista, me atrapalhei com o fio e graças a responsabilidade que sempre tive, estava com facas e tesouras para desfazer a confusão.


5 - Como considera seu envolvimento com o sub numa sessão. É adepta apenas a sessões avulsas, ou acaba mantendo uma constante com o submisso. Nesse caso, considerando que as trocas entre praticantes é muito intensa, acredita que o BDSM possibilita tocar em pontos íntimos e proporcionar um crescimento como ser humano que seria impossível num relacionamento baunilha?

Sou adepta da entrega e do prazer mútuo, esperamos sempre o melhor de nossos subs, mas não podemos esquecer que eles também esperam o melhor de nós, partindo desse principio, não posso acreditar em meia relação. Não vou dizer que nunca participei de sessões avulsas, mas posso garantir que elas não são tão prazerosas como aquelas que dividimos com alguém que mantemos um nível superior de intimidade e conhecimento. E isso leva tempo. Trocamos muita energia e informações pessoais com quem nos envolvemos, isso se torna tão complexo como qualquer outra relação, temos que ter mais discernimento em como conduzir nossas histórias dentro do BDSM, justamente pelo teor das mesmas, acho que todo adepto consciente e responsável, cresce muito mais como ser humano, justamente por se desprender dos pensamentos e comportamentos em massa, mesmo que em segredo, a melhor forma de se viver é de dentro pra fora.


6 – Sabemos que desde sua inclusão no universo BDSM, procurou estar em contato com os mais conhecidos praticantes do meio. Desde seu envolvimento com um grupo de discussões, passando pela freqüência de casas temáticas. Teria alguém que marcou fundamentalmente sua evolução na prática BDSM?

Algumas pessoas apenas passaram pela minha história, mas não as vejo com menos importância, todos que conheci deixaram um pouco de si e levaram um pouco de mim, mas claro algumas se tornaram amigas, a primeira delas, e não poderia ser diferente, é Sra Sadic, que apesar da distância, sabemos do amor que sentimos uma pela outra, e agradeço sempre. Barbara Reine, amiga, mentora, Bella, batalhadora, Tirano, que tem um coração gigante, maior do que cabe em seu peito, Fêmea, AK, Gata Selvagem, Rainha Bi, Walkiria
Shneider , enfim, são muitos, e por ultimo mas não menos importante, Julia e {Lu}†LE†, que viraram os maiores presentes que a vida me deu.


7 – Para os que estão chegando, diria que é impossível a prática de um BDSM São Seguro e Saudável, sem conhecer um pouco de anatomia, fisiologia, psicologia, além das técnicas inerentes ao BDSM.

Para quem quer praticar BDSM de maneira responsável, é impossível sim, tanto para Dominadoras(es), quanto para submissos(as), e não diria apenas um pouco, acredito que quem conhece um pouco de tudo, não conhece muito de nada, temos que nos aprofundar, conhecimento e esclarecimento nunca serão demais.


8 – Terminado, olhando pra si, depois dessa estrada percorrida, orgulha-se da pessoa que Lady Evil tornou-se e acredita que o BDSM contribuiu pra isso? Conseguiria hoje abandonar a prática do seu fetiche e apenas se relacionar baunilhamente?

Me orgulho muito da mulher que sou hoje, forte, determinada, segura, sei o que quero, e como quero, e é óbvio que o BDSM ajudou bastante, com ele me completei, não conseguiria abandonar um braço, ou uma de minhas pernas, vejo o BDSM assim, como parte do que eu sou, e acredito que ainda tenho um longo caminho a percorrer, vou continuar nesse processo evolutivo, aprendendo sempre e me tornando um ser humano cada vez melhor


9 – Deixe uma mensagem para aqueles que estão começando? Que ainda tem muitas dúvidas, muitos medos, ou ao inverso, estão deslumbrados e achando que tudo é muito fácil.

A descoberta não é fácil, com ela surgem os questionamentos, a insegurança, os medos, só posso aconselhar a não desistirem de vocês mesmos, acreditem que a realização interior só melhora o seu desempenho como ser humano, busquem o conhecimento teórico, leva tempo e exige paciência, mas o resultado será mais satisfatório, conheçam os limites do próprio corpo e da mente, sejam conscientes de suas escolhas, responsáveis, não tenham vergonha de perguntar ou de dizer não quero, e não faço determinadas coisas, o auto conhecimento não é imediato, a ansiedade e o despreparo as vezes nos levam a resultados irreversíveis.









Não deixe de Baixar....

O Livro das Revelações



A diretora Australiana Ana Kokkinos criou uma trama com o intuito de ter um apelo erótico, mas que se transformou em uma obra de ficção com excelente resolução de dança e musica contemporânea.O filme O Livro das Revelações gira em torno de um relato fantástico onde um dançarino no dia da estréia de seu espetáculo é raptado por três mulheres mascaradas que durante doze dias consecutivos o mantêm em cativeiro impondo-lhe abusos sexuais.Temendo ser vitima de chacotas se relatasse o caso às autoridades, o bailarino desiste de prestar queixa para evitar que sua saga fosse julgada inacreditável, porém mergulha num profundo abismo de depressão pelas humilhações sofridas durante o período de cativeiro quando as mulheres mascaradas resolvem inverter os papéis e sequer consegue retomar sua carreira e seu casamento. A principio, a trama desenvolvida nos dias de cativeiro traduz cenas tórridas e interessantes de BDSM com doses de erotismo muito bem fotografadas o que dá todo o caráter erótico a que o filme se propõe.O cenário é muito bem elaborado e as atrizes raptoras fazem o papel de dominadoras com muita competência, levando o espectador a delírios inimagináveis com as cenas durante o seqüestro. Sem muita liturgia de BDSM ou obedecendo a critérios de conduta consensual, o filme traduz um desejo sexual em quem é fetichista e uma curiosidade extrema em quem nunca experimentou esse tipo de prazer.
Título no Brasil: O Livro das Revelações
Título Original: The Book of Revelation
País de Origem: Austrália
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 119 minutos
Ano de Lançamento: 2006
Site Oficial: Estúdio/Distrib.: Europa Filmes
Direção: Ana Kokkinos
Elenco :Tom Long ... Daniel
Greta Scacchi ... Isabel
Colin Friels ... Olsen
Deborah Mailman ... Julie
Zoe Coyle ... Renate
Nadine Garner ... Margot
Baixando:
CD 1
Legenda CD 1
CD 2
Legenda CD 2

Comments (2)

Fantástica e esclarecedora a entrevista.
E o blog também, que estou conhecendo hoje.
Parabéns!
(já coloquei nos meus favoritos)
;)

Vorage, sinta-se em casa. Querendo algo diferente, é só pedir. abraço do Mestre Yago

Postar um comentário

Comente Sem Mistério

Assine nosso Newsletter

Receba um resumo das novas postagens é só COLAR seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Obrigado por seguir Sem Mistério
Siga Você também

Links de filmes que não funcionam

Links Revistos em 03 de julho de 2010

Meus caros, como o SM Sem Mistério não faz upload de nenhum filme ou outro material, alguns links, com o passar do tempo se quebram, por motivos alheios a nosssa vontade. E nós não temos como ficar checando-os periodicamente, portanto quando encontrar um link que não funcione, avise por um comentário ou e-mail. Tentaremos encontrar um novo.

Autores do Blog

Termos De Uso

O SM-Sem Mistério não hospeda e não faz upload de nenhum arquivo, apenas indica onde encontrá-los. Todos os arquivos estão hospedados na internet, o usuário deverá estar ciente que ao baixar algum material que possua direitos autorais, deverá permanecer com o mesmo, em seu computador, por apenas 24 horas, após esse prazo, deverá comprá-lo ou apagá-lo.
BlogBlogs.Com.Br